11 de mar de 2010

MANIFESTO MISSIONÁRIO



  Por Itamar D. Almeida Filho


Sim, que apresentem suas razões para que se possam justificar (Is.43:26), pois as atitudes divergem da realidade que tanto precisamos.

É preciso cuidado ao narrar algumas coisas que vêm ocorrendo no meio “cristão”; corremos o risco de ser rechaçados por alguém que se sinta ofendido e me parece até que a Verdade, nossa boa e velha amiga andou se estranhando com alguns de nós. Coitada dela...

Eu sei, a verdade é relativa, e depende do ponto de vista de cada um, mas convenhamos, ela não aprisiona, ela Liberta! “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo. 8:32).  A verdade é a Palavra pura e simples. E a Palavra não é minha opinião ou um resumo incoerente que alguns tentam fazer segundo seu próprio parecer.

Ah, ouvi dizer sobre um tempo em que muito se valorizava a verdade, o respeito, a honestidade, o caráter, o trabalho braçal e o amor pelas coisas que valem a pena... Mas a realidade que vivemos hoje: Infelizmente remamos contra a maré, pois quando abrirmos mão do nosso ego e afogarmos nosso orgulho no desejo de sermos honestos, sinceros e trabalhadores de verdade; corremos risco de ser deixados de lado. Sim! Marcados como incoerentes.

Mas glória a Deus... Ainda há aqueles que deixam que o amor impere; que a justiça prevaleça; que a Verdade fale, e a recompensa seja entregue na mãos de quem realmente a merece.

Caro amigo, vale a pena juntar-se a nós e esperar... Há ainda um galardão a ser ganho das mãos que quem realmente MANDA. (Fl. 3:7~9)

Quando ouvem falar a respeito de obediência se assustam, pois não crêem que seja possível tal façanha. Para eles, bom mesmo e coerente é se um anjo descer do céu e entregar um manual de instruções ou indicar o caminho.

Ah Verdade, Verdade, Verdade... Que saudade tenho de você!

Nossa posição elevada, nossa grande instrução, experiência e sabedoria tendência-nos a vestir armadura de rei nos pequenos Davis que se levantam. (1 Sm. 17:32 ao 40) Afinal, nossa luta é travada e ganha pelo que?

Até quando terei de resistir a falta de fé dos grandes homens?

Que mal fizemos para sermos tratados assim? Que culpa temos de ter sido selados com o Espírito Santo e com Fé? Mas sim, há um galardão, ainda há a recompensa diante de minha pequena força, não negarei o nome do Senhor. Não negarei minha Fé. Tenho uma missão.

Ah Fé... Que saudade os homens têm de você.

Há quem ensina que Cristo voltará quando a Palavra for pregada a todo o mundo (Mt. 24:14). Estes, para mim são duvidosos, pois se cressem e amassem o que ensinam, estariam também correndo pelo mundo anunciando a Salvação, ao invés de lutar por um patrimônio pobre e corruptível.

Termino lembrando que um Bom Homem disse que toda árvore poderia ser reconhecia pelos seus frutos (Mt. 12:33) diga-se de passagem... Fruto bom é fruto comestível e fruto comestível é fruto maduro.

Assim digo: Tem sido difícil alimentar minha esperança com o que vejo e ouço por aí.

Que o Deus Eterno abençoe a todos nós. E tenha misericórdia de nós.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Vídeo não pode ser exibido.